circuitos pngcircuitos png

twitter
facebook
feed

Dicas
Home > Notícias > Versão Brasileira Arquitetura é responsável pelo projeto de urbanização do Braço Morto do Rio Tietê
09/05/2017

Versão Brasileira Arquitetura é responsável pelo projeto de urbanização do Braço Morto do Rio Tietê

O Braço Morto do Rio Tietê está localizado na área central de Osasco, e ele abraça o Rochdale, bairro de urbanização consolidada

Versão Brasileira Arquitetura é responsável pelo projeto de urbanização do Braço Morto do Rio Tietê


Hoje, o braço, recebe o deságue de córregos e águas pluviais da cidade. A ocupação precária de suas margens criou condições insalubres para a população.

Segundo o arquiteto Eduardo Borba da Versão Brasileira Arquitetura, o projeto contou com duas fases: O Plano de Urbanização e o Projeto de Desenho Urbano. Foi desenvolvido para a Prefeitura de Osasco e o Consórcio da Obra, EIT - Constran.

O Plano de Urbanização do projeto trabalhou o entendimento da relação do Braço do rio com a cidade, encontrando as deficiências e as potencialidades dele através de um Diagnóstico Geral e posterior consolidação de Diretrizes para o Projeto de Desenho Urbano.


Praça
Praça



Já o conceito do Projeto de Desenho Urbano foi desde a criação de uma proposta de desenho simples, funcional, que crie as condições urbanas de qualidade para a melhoria da vida dos moradores, como a utilização do desenho urbano de pequena escala, analisando-se quadra a quadra a situação existente aplicando pequenas intervenções. Melhoria da permeabilidade das quadras, através da ampliação das vielas e conexão com as ruas. Regulamentação da circulação de veículos e pedestres. Melhoria da pavimentação e a criação de pequenas áreas de lazer junto às vielas e ruas, aprimorando a experiência do usuário na cidade. A implantação dos equipamentos públicos, que cria marcos urbanos e uma identidade local, minimiza as desocupações da área e mantém a população local e integra as futuras edificações ao existente e a inclusão de pequenos comércios distribuídos em pontos estratégicos, que permanece a diversidade de uso e fomenta o emprego local.


Campo
Campo



Segundo o arquiteto Eduardo Borba, o projeto de urbanização de suas margens, visa gerar um ambiente urbano de qualidade e a integração desta área à cidade.

Mais sobre o arquiteto Eduardo Borba:
Após 13 anos trabalhando em diferentes mercados, Eduardo percebeu que era hora de seguir seu rumo na arquitetura. Com tantas ideias na cabeça, sua opção foi começar seu próprio negócio.
​Sua experiência o levou de São Paulo ao México e a Los Angeles. Trabalhou em uma gama variada de projetos residenciais, comerciais, institucionais e de urbanismo. As imagens ao lado mostram alguns exemplos, destes projetos em que participou. Nesse tempo também fez um mestrado sobre habitação nas cidades para entender melhor essa relação tão complexa do homem com a cidade. Lecionou em uma Faculdade de Arquitetura onde mais que ensinar, muito aprendeu.

Saiba mais sobre a Versão Brasileira Arquitetura



Fonte:






Comente



Compartilhe:





Video da Semana

VEJA MAIS VIDEOS




Eletrônicos

Ferramentas














Guia Construir e Reformar
Guia Construir e Reformar 2007-2017 ©, uma empresa do Grupo Guias Web - Todos os direitos reservados
Normas de Uso - Política de Privacidade